Palavra do Pastor

euedea

“Não me atrevo a falar de nada, exceto daquilo que Cristo realizou por meu intermédio em palavra e em ação, a fim de levar os gentios a obedecerem a Deus” – Romanos 15:18, NVI

Amados,

Deus age por nosso intermédio. Precisamos ter esta consciência até para reconhecer Sua soberania sobre nós e sobre Sua Obra, além da Sua misericórdia em nos usar para Seus propósitos; isto redunda em humildade e profunda admiração por Deus. Nosso pensamento, então, só pode ser um ao fazer a obra do Senhor; somos: “Servos. Somente servos” (cf. 1CO 4:1-2). Claro que somos filhos amados do Pai (JO 1:12), que temos acesso ao Seu trono de Graça (Hb 4:16) e que fomos chamados de Amigos (Jo 15:15) pelo Senhor! No entanto, a Igreja foi comissionada a fazer uma grande tarefa: “Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.” Mt 28:18-20, ARA.

Assim, há a necessidade de entendermos que, apesar de nossa posição privilegiada – unicamente por misericórdia, perdão e graça –, há um serviço a ser feito. Antes, contudo, temos uma urgente necessidade: amadurecer a visão do “Ide”. É um erro achar que a ordem dos lábios de Jesus limita-se a anunciar o Evangelho e conseguir números, exibindo-os ansiosa e triunfantemente. A igreja local precisa discipular cada pessoa que crer na mensagem da salvação; isto, portanto, refere-se, a árdua e contínua tarefa da edificação, que muitas igrejas já não se dedicam mais. Que Deus nos ajude! Muitas, esquecendo seu papel, focam-se em eventos.

Os eventos podem ser bons, porém, desde que não sejam o todo da programação da igreja, mas sejam “eventuais”, como o próprio nome diz. Ainda assim, precisam atender a pelo menos um dos propósitos da Igreja e, considerando a Bíblia toda, temos a revelação de quatro propósitos:

  • Adorar a Deus
  • Edificar a vida dos que creram através do ensino e da comunhão
  • Evangelizar o mundo
  • Praticar Ação Social

Mas, Wayne Gruden, em sua Teologia Sistemática, nos adverte: “Devemos acautelar-nos de quaisquer tentativas de reduzir o propósito da igreja a apenas um desses quatro e de dizer que um ou outro deve ser a nossa preocupação principal. […] Todos esses propósitos precisam ser enfatizados continuamente numa igreja saudável“.

Neste sentido, a IBVG tem recebido da parte do Espírito Santo a convicção de que precisa manter seus esforços focados na Bíblia, mantendo em mente a preocupação do apóstolo Paulo: “retendo firmemente a palavra da vida. Assim, no dia de Cristo eu me orgulharei de não ter corrido nem me esforçado inutilmente” – Filipenses 2:16. Então, vamos em frente, pela graça, não esquecendo que “…a alegria do Senhor é a vossa força!”- Ne 8.10, ARA. Amém!

Pr. Leandro Hüttl Dias
vidabemmelhor.com

QUER RECEBER UMA VISITA? LIGUE PARA O PASTOR OU FALE COM ELE PESSOALMENTE NA IGREJA.
Contatos:
Cel.: (62) 9-9237-5981 (Claro/Whatsapp)
E-mail: prleandro.hd@gmail.com